#Entrevista - Juliano Gouvêa

sexta-feira, 9 de março de 2012

Entrevista com Juliano Gouvêa, parceiro do blog e autor do livro Diário de uma Fênix.
 
 
Poderia se apresentar aos leitores do Blog?
Meu nome é Juliano Gouvêa, mineiro da pequena cidade chamado Luminárias, sou apenas um curioso e não me considero escritor.
 
Quando você descobriu esse seu interesse em escrever?
O livro Diário de uma Fênix, eu escrevi sem qualquer pretensão de levar o projeto adiante, porém, quando eu terminei, eu coloquei em um site o livro na íntegra apenas para apreciação das pessoas. A resposta foi imediata e positiva. Fiquei motivado em levar adiante, tentando com diversas editoras sem nenhum resultado satisfatório. Até que consegui uma ajuda com um patrocínio, fizemos de forma independente. 

Tem algum ritual/costume antes de começar a escrever?
Não... simplesmente, quando tenho uma idéia, sento e escrevo, preocupando sempre tentar pelo menos interessante.

Diário de uma Fênix foi seu primeiro livro publicado? Fale um pouco sobre ele.
Sim, foi meu primeiro trabalho publicado. É um livro que gastei dez dias para escrever (duas horas por dia), somente em meu horário de almoço no meu expediente do trabalho, sendo na época não tinha computador.  Foi um grande desafio para a minha pessoa devido uma série de “desmotivação” onde ninguém acreditaria que eu pudesse escrever um livro simples, acho que consegui.

Qual a sensação e qual a mehor parte de escrever e ver seu livro publicado?
A sensação é ótima. Você andar em lugares menos improvável e alguém parar para conversar com você dizendo que leu seu livro, é realmente muito gratificante, não tem moeda que paga isto. Fico muito feliz quando isto acontece.

Como a capa do livro o Diário de uma Fênix foi escolhida?
A capa do livro foi através da parceria do patrocínio, o que eu adorei o resultado final e quem ler o livro, no final, poderá ver ainda algumas mensagens curiosas na capa... mas isto eu não falarei por aqui.

De onde veio à inspiração para escrever a o Diário de uma Fênix?
Foi  uma idéia repentina, e começar a pensar nele alguns dias, até que eu escrevi um parágrafo, depois a frase que acompanha toda a filosofia do livro, não tive mais dúvida, comecei a colocar no papel e gerou este livro atípico. 

Qual seu autor favorito?
Não tenho um autor favorito. Procuro ser eclético e procuro ler de tudo um pouquinho, de um simples gibi, até alguns livros que acho por ai.

Existe algum projeto de livro novo em mente?
Eu escrevi em apenas 8 horas o segundo livro que chama “Milagre Vermelho” não é continuação e procurei mudar um pouco o meu estilo, sem perder a essência. Porém, eu não pretendo publicar de forma independente, devido a grande dificuldade logística. Infelizmente.

No mundo da literatura, qual foi sua maior conquista?
Sem dúvida, o respeito e o reconhecimento de pessoas que nunca imaginaria que pudesse apreciar e gostar do meu simples livro.

Você acha que as editoras dão o devido espaço para os autores brasileiros?
Vou ser sincero (sou sempre), infelizmente, as editoras tem a difícil tarefa de achar uma obra para possa sustentar a empresa como todo, então não é qualquer obra de qualquer pessoa vai despertar atenção, por que o investimento é alto e o risco de pouca vendagem, é muito grande. Entendo a parte da editora e admiro aqueles que promovem concursos literários incentivando as pessoas participarem. Mas de uma forma geral,  a dificuldade de escrever um livro para mim epublicar, no Brasil é o mesmo que acertar na loteria.

Onde seu livro pode ser comprado?
Através do site mencionado e pelo e-mail pedidofenix@gmail.com

O que você acha do trabalho dos blogs literários?
Uma tendência que surgiu alguns anos, são excelente motivadores, tanto para o autor do blog literário, como para autores independentes. É uma troca de experiência muito válida. Vários blog’s acompanharam meu trabalho no inicio o que foi de muita importância para a divulgação do livro.

Para finalizar: gostaria de deixar algum recado para os leitores do blog?
Se alguém tem vontade de escrever um livro, persiste na idéia, o mundo precisa de talento, na qual você pode ter e não sabe. Pense nisto e vá a luta.
 
Links úteis:
http://www.diariodeumafenix.webs.com/
 
Agradeço ao Juliano pela entrevista e parceria com o blog.
Em breve resenha do livro.

4 comentários:

  1. Nossa que legal a entrevista! Não conhecia o livro nem o autor mas vou procurar saber mais.
    Acho em legal os autores seguirem de forma independente quando não encontram uma editora.
    Adorei o recado do Juliano!

    ---- Leituras & Fofuras ----
    http://www.leiturasefofuras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente falta incentivo, mas sobra garra e vontade aos escritores...
    Parabéns pelo livro e ao blog pela divulgação de tantos talentos.

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante da entrevista, uma ótima maneira de conhecer novos trabalhos
    Pois eu não conhecia...

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. adorei a entrevista, o livro deve ser bem legal, nem acredito que ele só levou dez dias para escrever, quanto talento !
    aguardando a resenha :D

    ResponderExcluir

Just Livros Todos os direitos reservados. Criado por: Amanda Nello.Tecnologia do Blogger. imagem-logo