#Entrevista - Rondinelli Fortalesa

sexta-feira, 16 de março de 2012

Vamos conhecer um pouco sobre o autor Rondinelli Fortalesa e seu livro Oldar.

Poderia se apresentar aos leitores do Blog?
Eu sou tolkieniano, gosto de todos os tipos de música, curto muito ler todos os estilos literários, incluindo bulas de remédio. Nasci em Caçú-GO e morei em vários lugares desse país, quero muito viajar pra o exterior, mas nunca deu tempo (em ambos sentidos). Acredito que tudo que eu sonho eu posso fazer, então nunca desisto.

Quando você descobriu esse seu interesse em escrever?
Desde muito pequeno eu falava muito, atrapalhava os outros alunos da escola, pois eu terminava as atividades antes de todos e ficava a tagarelar. Como meio de resolver isso, as professoras passaram a me pedir que ao terminar, que eu escrevesse uma ou mais redações, evitando assim que eu conversasse, então um dia perguntei, posso escrever mais do que 40 linhas, a professora deixou e escrevi meu primeiro conto que era sobre OVNIs num condomínio de prédios.

Tem algum ritual/costume antes de começar a escrever?
Nenhum, pois eu sempre tenho uma caneta no bolso e um pedaço de papel ou caderno. Tão logo eu tenha um insight, anoto o máximo da ideia pra depois discorrer melhor.

Oldar foi seu primeiro livro publicado? Fale um pouco sobre ele.
Oldar – Guerra é meu primeiro livro publicado, pois os outros trabalhos eu nunca os consegui finalizar adequadamente, nem se tratavam de histórias que eu acreditasse serem interessantes pra o público. Tudo começou quando eu tinha por volta de 14 anos de idade e imaginei um personagem chamado Telfem, então imaginei de onde ele teria vindo, como fora sua história e veio a inspiração de escrever sobre o primeiro mundo do Universo (Oldar) e quando dei por mim tinha um projeto para uma Trilogia.

Qual a sensação e qual a melhor parte de escrever e ver seu livro publicado?
Uma coisa incrível pra mim é ver a alegria das pessoas que me conhecem ao pegar o livro nas mãos e olhar pra mim com orgulho e melhor do que isso é quando alguém que nem conheço lê o livro em um lugar em que nunca pisei os pés e me relata a experiência de leitura.

Como a capa do livro Oldar foi escolhida?
Minha participação na criação foi de relatar a sensação que eu tinha do livro e como eu queria que as pessoas pudessem enxergar a história apenas olhando para capa, então o artista fez essa composição e ficou perfeita com o enredo.

De onde veio à inspiração para escrever a o livro Oldar?
Como um tolkeniano, li muito sobre magia e na minha infância tive várias experiências que considero incríveis e cheias de mistérios, grande parte delas oriundas da minha imaginação e de histórias que ouvi as pessoas contarem e algo que sempre me intrigou foi como a humanidade chegou aonde está hoje em dia. Depois de estudar muito sobre história mundial decidi criar meu mundo, onde eu pudesse mostrar como as coisas podem acontecer e mudar a geografia política e as relações entre os povos até pelos motivos mais banais.

Qual seu autor favorito?
Sem sombra de dúvida, meu autor favorito é o J. R. R. Tolkien, considerado por mim o maior escritor de todos os tempos e que jamais será subjugado.

Existe algum projeto de livro novo em mente?
Sim, quando eu terminar de escrever o livro Oldar III darei início a uma obra de ficção científica romântica, mas não posso dar muitos detalhes ainda.

No mundo da literatura, qual foi sua maior conquista?
Ainda estou engatinhando, mas só de ver meu livro disponível nas livrarias virtuais me considero no caminho.

Você acha que as editoras dão o devido espaço para os autores brasileiros?
Hoje em dia virou uma modinha ser escritor, então não é um trabalho fácil para as editoras selecionar os trabalhos e acaba sendo um pouco oneroso para os autores que querem iniciar seus trabalhos com qualidade, contudo na medida do possível o espaço está sendo conquistado.

Onde seu livro pode ser comprado?
Pode ser comprado na própria Dracaena (frete grátis), Saraiva, Travessa, Cultura e diretamente comigo (frete grátis e autografado), mais informações no telfem.net/about.

O que você acha do trabalho dos blogs literários?
Os blogueiros são grandes incentivadores dos autores, embora alguns hajam como críticos implacáveis e infundados, grande parte consegue fazer seu papel de divulgar e ajudar os autores a melhorarem.

Para finalizar: gostaria de deixar algum recado para os leitores do blog?
Tenho uma frase que gosto muito de divulgar:
“Voe longe e voe alto e nunca tenha medo da queda, pois vale muito mais voar e cair e saber como é voar do que estar sempre com pé no chão e não saber o que é viver realmente a sonhar.”  http://pensador.uol.com.br/frase/ODQ2NTE2/

Links úteis para serem divulgados:
                http://telfem.net (blog do Telfem)
                http://oldar.com.br (hotsite de Oldar, ainda em construção)

Agradeço ao Rondinelli pela entrevista e parceria com o blog.
Em breve resenha do livro.

4 comentários:

  1. Que bacana, eu também amo Tolkien e o considero o melhor escritor que já li. Com certeza é uma grande inspiração para mim também, parabéns ao autor!

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro, legla saber que tem bons escritores nacionais!!!

    ResponderExcluir
  3. interessante o projeto pra umaobra de ficção científica romântica

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o autor
    Mas achei a entrevista bem bacana
    Meus parabéns e sucesso

    http://inteiramentediva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Just Livros Todos os direitos reservados. Criado por: Amanda Nello.Tecnologia do Blogger. imagem-logo