#Resenha - A minha alma está a(r)mada

sexta-feira, 27 de julho de 2012


Ficha Técnica:
Livro:  A minha alma está a(r)mada
Autor: Sérgio Pavarini
Editora: Thomas Nelson Brasil
ISBN: 9788578601997
Páginas: 96
Comprar: Aqui!



Minha Opinião:
“Lições de vida que o rock nacional me ensinou”, apesar de ser fã de rock acho que toda música tem algo pra nos ensinar.

Questionador por natureza, músico por vocação e cristão por opção (ou seria o contrário?), Sergio Pavarini é um daqueles autênticos cidadãos do universo blogueiro que não têm papas nos dedos - quando não está dedilhando o sintetizador Kurzweil, dispara seu tirocínio, tiro a tiro, mirando o teclado de seu notebook em direções tão diversas quanto a urgência do afeto a um doente terminal, a desesperança com mandatários daqui e dalém ou as firulas do idioma. Apesar de certeiro, Pava não curte papo reto; tudo é enviesado entre claves e notas. A música amarra e se entranha nas sinapses como uma trilha sonora permanente. É assim que pequenos trechos do melhor do rock brasileiro pontuam crônicas, histórias vividas, percebidas e testemunhadas por um cara que adora provocar. E se você quer um conselho, aceite essas provocações e revide da melhor maneira: pensando. 

É difícil resenhar esse livro então achei melhor começar com essa sinopse que define bem o autor pra vocês entenderem melhor todo o conteúdo que é bem diversificado em apenas 96 páginas.
O autor Sérgio literalmente resolveu transformar o livro em um blog (ou o blog em um livro), com uma linguagem meio informal, abreviações e até mesmo o estilo da fonte fazem parecer que você esta lendo uma página na internet.
Ele nos mostra sua opinião e experiências pessoais sobre diversos temas: Bullying, Igreja, Religião, Estudo, Profissão, Linguagem/Idioma, Política, Preconceito, Internet, entre outros menos citados.

O tema que ele mais focou foi a Igreja e Religiões, mas de uma maneira realista mostrando os lados positivos e negativos. O Sérgio Pavarini conseguiu transformar esse assunto que geralmente é entediante em algo interessante, te fazendo avaliar suas opiniões.
Outro assunto bem interessante é quando ele fala sobre profissão e que muitas vezes as pessoas mesmo insatisfeitas com seus empregos acabam se conformando por preguiça de correr atrás de algo melhor.

“Sair da cama e ir para o trabalho significa transportar os pesadelos dos lençóis para o mundo real? Está sempre contando quantos minutos faltam para sexta-feira? Sabe de cor quando serão os próximos feriados? Há esperança. Estar vivo significa que há chances de virar a mesa... o jogo!” pág. 89

Rapidamente ele fala que devemos explorar e aprender mais sobre nosso idioma. “Abra as janelas e descubra um mundo ilimitado de palavras, palavrinhas e palavrões para se expressar desestereotipadamente” Pág. 83

E o livro tem um capítulo final que se chama Feliz 2016 e que eu achei legal comentar. Hoje principalmente com a internet vivemos em um mundo de informações que como o autor diz são “hiperimportantes”, mas precisamos saber como usar para nos tornar melhores.

“Vivemos tempos brochantes. Sério mesmo. Recebemos, em apenas um dia, a mesma quantidade de informação que um homem levaria a vida inteira para obter na Idade Média. Um clique no Mickey Mouse é suficiente para abrir janelas do mundo”

Apesar disso temos um hábito infernal de deixar para depois o que deveria ser feito agora e perdemos muita coisa por deixar de correr atrás.
Infelizmente por não ter um tema específico é difícil comentar sobre tudo o que esta no livro, mas vale a pena ler.
Agora falando sobre o design do livro (que é lindo), ele tem a capa colorida que chama bastante a atenção e por dentro é cheio de ilustrações e trechos de músicas que complementam os textos.
Tem a fonte um pouco menor do que o normal e os textos são divididos em duas colunas por página. E com esse estilo blogueiro o autor acaba prendendo a atenção do leitor com assuntos muitas vezes polêmicos. A revisão foi muito bem feita e sem erros aparentes.

Para finalizar quero deixar aqui dois trechos que eu gostei bastante e que tem tudo a ver com os blogs:
“A leitura é um dos mais eficazes instrumentos de transformação. Para usufruir de todos os benefícios que nos proporciona, é preciso muita disciplina.” Pág. 44
“A internet proporciona oportunidades ilimitados de debate. Fuja de quem deseja apenas impor ideias e ideias.” Pá. 45

Acrescente 2012 - A minha alma está a(r)mada na sua lista do Skoob

4 comentários:

  1. Oie!

    Não sou muito fã desse tipo de livro, mas mesmo assim achei a sinopse bem interessante! Parabéns pela resenha. ^^

    www.leitorait.com

    ResponderExcluir
  2. posso flar que Renato Russo me ensinou mta coisa com suas musicas.... meeestre

    ResponderExcluir
  3. Gosto de rock nacional, as letras sempre muito bem escritas e algumas questionadoras,gostei da resenha.

    ResponderExcluir

Just Livros Todos os direitos reservados. Criado por: Amanda Nello.Tecnologia do Blogger. imagem-logo